Marie Antoinette D'Anjou, resgatada pelo SOS Felinos em fevereiro de 2005, adotada por nossa webdesigner Claudia Porto
Nova rifa do SOS Felinos !!! Conheça os prêmios e participe. Sua ajuda é fundamental !!!

Fique por dentro dos eventos e campanhas do SOS Felinos.
Conheça as petshops que colaboram com nossa campanha permanente de doações e nossos demais colaboradores. Venha ser parceiro você também !!!

Você pode ajudar de muitas maneiras: participando das rifas, comprando na lojinha, doando medicamentos e ração, adotando nossos resgatinhos... Saiba mais aqui.

Nessa seção, esclarecemos sobre doenças e mitos felnos, e daremos dicas de como cuidar melhor do seu gato. Informe-se, isso é posse responsável !!!

Apesar do nosso trabalho ser direcionado aos felinos, eventualmente resgatamos cães e outros animais, inclusive galinhas. Conheça aqui nossos resgatados, felinos ou não.


Toxoplasmose: abrir mão da companhia do gato garante proteção?

A toxoplasmose ocorre em animais de estimação e produção incluindo suínos, caprinos, aves, animais silvestres, cães, gatos e a maioria dos vertebrados terrestres. Nos bovinos, suínos, cabras, etc. acarreta abortos, nascimento de fetos mal formados causando perdas econômicas.
O gato está relacionado com a produção e eliminação dos oocistos (ovos) e perpetuação da doença. Ele ingere os cistos que estão nos tecidos dos ratos, lagartixas, pássaros e baratas, e passa a eliminar nas fezes os ovos (oocistos). Estes ovos tem que esporular no meio ambiente antes de se tornarem infectantes; este processo demora de 1 a 5 dias após a excreção, dependendo da temperatura e umidade do meio ambiente.
Os gatos, após terem se infestado pela primeira vez, desenvolvem imunidade e em uma nova contaminação não eliminam mais oocistos, o que pode durar até 6 anos. Se acredita que só 1% da população felina esteja eliminando oocistos.
Os gatos tem o hábito de limpar-se, não deixando restos de fezes pela pelagem, e enterram seus excrementos. A possibilidade de contaminação dos seus proprietários é mínima ou inexistente. Acariciar um gato o tê-lo como animal de companhia não representa perigo. Mordidas ou aranhões do gato também não transmitem toxoplasmose.
A contaminação no homem acontece principalmente devido ao consumo de leite em natura (sem pasteurização), fundamentalmente de cabra e de vaca, carne de coelho, carne crua ou mal cozida, de boi e principalmente de suíno, salsichas, lingüiças que não são fiscalizadas (aquelas trazidas do interior, feitas artesanalmente e que tanto apreciamos), água contaminada em lugares onde não há saneamento básico, areias e terras contaminadas com fezes de animais doentes.
Gatos doentes com Leucemia felina ou AIDS felina podem afetar a gravidade da Toxoplasmose, porém não conseguem dar início a uma nova eliminação de oocistos. Um teste positivo para toxoplasmose de um gato ou de uma mulher não quer dizer que esteja doente; somente com a repetição após 2 a 4 semanas e aumento deste titulo significa que estão doentes. Um título só significa que provavelmente estejam imunes.
Gestantes e pessoas com a imunidade baixa (AIDS) devem cuidado com a alimentação, pedir para outra pessoa limpar a caixa de areia do gato diariamente ou em último caso usar luvas. Ao mexer com terra o uso de luvas também é indispensável. Após manipular carnes cruas deve-se lavar bem -com água e sabão- a pia, a tábua de carne e demais utensílios.
Desaconselhamos o uso de microondas para o cozimento de carnes já que o calor não consegue fazer o cozimento por igual; a temperatura ideal para cozimento de carnes é 67C. Frutas e verduras devem ser bem lavadas; não deve-se experimentar carne crua ou embutidos em fase de maturação.
Se quer cuidar mais um pouco de seu gato não deixe que saia para caçar, não dê carne crua, vísceras ou ossos. Também não podemos esquecer de controlar as baratas, que também contaminam os alimentos.
Existem trabalhos sobre fabricação de uma vacina para evitar que gatos eliminem oocistos, porém ainda temos que aguardar mais um pouco.

Texto da Dra. Carmen Del Pilar V. de Zuna


CONTATO:

Rosely (21) 9962-1526


[email protected]